APEA

Associação Portuguesa de Entusiastas de Aviação
Data/Hora: sexta nov 15, 2019 8:58 pm

Hora +01:00 UTC+1




Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 
Autor Mensagem
MensagemEnviado: quarta mai 30, 2007 10:30 am 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: segunda mar 24, 2003 2:17 am
Mensagens: 882
Localização: Porto
Em pouco mais de 20 minutos, o sargento Jomarcelo Fernandes dos Santos, controlador de vôo do Cindacta-1, em Brasília, cometeu, segundo o Ministério Público Federal, três erros que contribuíram para o maior acidente da história da aviação do país.

Quatro controladores de vôo do Cindacta-1 foram denunciados pela Procuradoria por responsabilidade no desastre com o Boeing da Gol, vôo 1907. Os dois pilotos americanos do jato Legacy, também foram denunciados por expor aeronave a perigo;crime que prevê de dois a cinco anos de reclusão. Santos foi o único controlador denunciado por crime doloso. Ele é acusado de abster-se dolosamente de corrigir a altitude do jato Legacy "quando soube, ou deveria saber" que ela era incompatível com o plano de vôo.

O primeiro erro ocorreu às 18h55, quando o Legacy entrou na aerovia sentido Brasília-Manaus a 37.000 pés de altitude --deveria estar a 36.000. A informação foi visualizada pelo controlador, segundo a denúncia e, mesmo assim, o vôo não foi corrigido. Pouco depois, às 19h01, os pilotos do jato, Joe Lepore e Jan Paul Paladino, decidiram testar os sistemas de equipamentos da aeronave e desativaram --acidentalmente, segundo o MPF-- o transponder. Conforme a denúncia, o equívoco foi percebido pelos pilotos quando já era tarde, mas Santos sabia do problema e, mesmo assim, não fez contato com a aeronave.

Nesse segundo erro, a atitude do controlador é comparada à omissão de um "guarda de trânsito que visse um ônibus trafegando pela contramão de uma rodovia, à noite, com os faróis apagados, e nada fizesse".

O terceiro erro apontado ocorreu às 19h17, quando Santos passou o posto ao sargento Lucivando Tibúrcio de Alencar "e lhe forneceu, consciente e dolosamente, falsa informação sobre o nível de cruzeiro" do Legacy.
De acordo com o procurador, Alencar não sabia da real altitude do jato, mas foi omisso porque demorou dez minutos para fazer contato com os pilotos para informar sobre a falha do transponder.

A situação, segundo a denúncia, exigia pronta intervenção, pois a aeronave estava próxima a uma área crítica para controle dos radares. Alencar tentou fazer contato quatro vezes com o Legacy, mas insistiu em uma única freqüência, sem acionar as cinco freqüências auxiliares. Também não avisou o Cindacta-4, em Manaus, sobre a situação, assim como o assistente Leandro José Santos de Barros, também denunciado. Entre as 19h48 e as 19h52, o Legacy tentou contato 12 vezes com a torre de comando. O quarto denunciado é Felipe Santos dos Reis, que aprovou o plano de vôo do Legacy "sem fazer referência às mudanças de nível de cruzeiro previstas ao longo da rota traçada". O choque com o Boeing da Gol, que resultou na morte dos 154 passageiros à bordo da aeronave, aconteceu às 19h56.

_________________
Luis Lourenço
Sócio Nr. 075


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 

Hora +01:00 UTC+1


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 9 visitantes


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
cron
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal