APEA

Associação Portuguesa de Entusiastas de Aviação
Data/Hora: quinta jul 09, 2020 2:55 am

Hora +01:00 UTC+1




Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 
Autor Mensagem
MensagemEnviado: segunda mai 28, 2007 9:17 am 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: segunda mar 24, 2003 2:17 am
Mensagens: 882
Localização: Porto
Já não chega ser um cidadão bem informado para se conseguir ter uma opinião consolidada sobre a localização de um novo aeroporto internacional que sirva Lisboa.

Sucessivos governos, do PS, do PSD em coligação com o CDS e novamente do PS, apontaram a Ota como opção preferencial. Tudo indica que foi uma decisão fundamentada em estudos credíveis. As próprias organizações ambientalistas, nos tempos que correm particularmente exigentes face a grandes empreendimentos que implicam alterações dramáticas na organização do território, terão dado o seu aval ao projecto.

Havia, é certo, algumas vozes discordantes. Autarcas da zona da Grande Lisboa e representantes legítimos de interesses económicos que serão afectados com o encerramento do aeroporto da Portela fizeram o seu dever. Também se fizeram ouvir, como seria de esperar, os argumentos dos protagonistas políticos sediados nas localizações encaradas, à partida, como possíveis alternativas.

Mas, valha a verdade, até à posse do Governo de José Sócrates tudo indicava existir um consenso largamente maioritário, técnico e político, assente em dois vectores: o aeroporto da Portela tem uma capacidade limitada e um tempo de vida com data de caducidade marcada e esta é a altura certa para arrancar os trabalhos de preparação do futuro; a Ota reúne as melhores condições - ou os menores inconvenientes - para a construção desse novo aeroporto.

Entrou em funções o actual Governo e passou-se das palavras à acção. Pois bem, foi como se tivesse voltado tudo ao ponto zero. Multiplicam-se estudos, livros e argumentos, assinados e defendidos por nomes credíveis, que chegam a conclusões opostas. Levantam-se as mais variadas suspeitas sobre eventuais interesses ocultos, especula-se a propósito de negociatas à volta de terrenos. Sucedem-se debates públicos inconclusivos para os leigos na matéria. O próprio Governo, que deveria, neste dossier estratégico, constituir um exemplo de transparência, rigor e serenidade, perdeu, aqui e ali, o "pé" e parece empenhado numa cruzada em que a fé prevalece sobre o esclarecimento.

A "cereja no bolo" foram as recentes declarações do Presidente da República, que bem necessitado estava de encontrar uma área de distanciamento face ao Governo. A direcção do PSD, debilitada internamente e com enormes dificuldades em fazer frente a Sócrates, recebeu as palavras de Cavaco como "pão para a boca".

Ou seja, corre-se o risco de transformar em arma de arremesso político-partidário uma questão de desenvolvimento estratégico. É Portugal no seu melhor...

_________________
Luis Lourenço
Sócio Nr. 075


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 

Hora +01:00 UTC+1


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
cron
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal