APEA

Associação Portuguesa de Entusiastas de Aviação
Data/Hora: terça nov 19, 2019 3:04 am

Hora +01:00 UTC+1




Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 
Autor Mensagem
MensagemEnviado: quarta mai 23, 2007 9:22 am 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: segunda mar 24, 2003 2:17 am
Mensagens: 882
Localização: Porto
A British Airways confirmou ontem, que formou uma parceria com o fundo de investimentos norte-americano Texas Pacific Group (TPG) para comprar a Iberia. A British já detém 10% do capital da Iberia e o TPG há muito que mostrou interesse em entrar no capital da transportadora aérea espanhola. A companhia britânica surge ainda associada aos espanhóis da Vista Capital, da Ibersuizas e Quercus.

Num comunicado enviado à Bolsa de Londres, a companhia britânica assinala que o consórcio se formou especificamente para comprar a companhia aérea espanhola, contudo salienta que "não existe nenhuma garantia de que uma oferta seja concretizada". Desde o início de Março, quando o TPG avançou com uma oferta, que a British tem avançado e recuado sobre a possibilidade de reforçar a sua posição na Iberia. A Lufthansa também se apresentou como uma potencial candidata, apesar de ter considerado que a companhia espanhola estava cara.

No comunicado, a Bristish informa que solicitou de imediato informação fiscal e financeira para levar a cabo uma auditoria e decidir nos próximos três meses se lança definitivamente uma OPA (Oferta Pública de Aquisição). A imprensa espanhola noticiava ontem, que com o acordo alcançado entre os ingleses e os fundos de investimento, a Iberia mantém a maioria do capital em mãos espanholas. Os fundos espanhóis poderão atingir uma posição accionista de 51%, ficando os restantes 49% na posse da British Airways e do TPG.

O fundo Vista Capital é detido em partes iguais pelos espanhóis do Santander e britânicos da Royal Bank of Scotland. Já o Ibersuizas possui o capital mais disperso. Sendo participado pela construtora FCC, as produtoras de poliéster La Seda e Selenis, e pela imobiliária Hansa Urbana. Por seu lado, o Quercus é o fundo de investimentos do grupo alimentar Agrolimen, que detém 20% do capital de baixo custo Clickair, onde a Iberia detém igualmente uma participação de 20%. O fundo norte-americano TPG possui participações em várias companhias aéreas, entre as quais a American West, a Tiger Airways de Singapura e a irlandesa de baixo custo Ryanair. Os americanos lançaram ainda uma oferta para concorrer à privatiza- ção da Alitalia e na última semana retiraram uma oferta de compra sobre a australiana Qantas Airways.

Ao fim da tarde de ontem, o BBVA (Banco Bilbao Vizcaya Argentaria) anunciou que está preparado para vender a sua participação na Iberia, fixada em 7,3%. O "BBVA está em posição vendedora", afirmou uma fonte da instituição financeira. Esta informação vem desmentir alguns órgãos de comunicação espanhóis que avançaram que o BBVA e a Caja Madrid, que possui 10% do capital da companhia aérea, preparavam uma joint-venture para avançar com a operação. No primeiro trimestre deste ano, a Iberia registou lucros de 12,2 milhões de euros e o cash-flow gerado ascendeu a 115,3 milhões, mais 138% face a igual período de 2006.

IN: Diário de Notícias

_________________
Luis Lourenço
Sócio Nr. 075


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 

Hora +01:00 UTC+1


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 6 visitantes


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
cron
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal